Home » » Reflexões sobre a amizade.

Reflexões sobre a amizade.

Durante uma sessão de meditação, me veio uns pensamentos sobre o valor da amizade, e resolvi compartilhar algumas de minhas impressões. 

Certa vez, quando eu tinha uns 13 anos, uma professora do colégio pediu para cada aluno levar uma frase sobre amizade. Um pouco antes da aula começar, um colega meu estava um pouco apreensivo e fui falar com ele, ao que me disse que tinha esquecido de pesquisar sua frase. Como eu tinha duas frases escritas (pois fiquei em dúvida qual escolher), abri meu caderno e passei uma das frases para ele, que prontamente anotou em sua agenda. Alguns meses depois, infelizmente esse rapaz faleceu em um acidente de carro. No convite de sua missa de 7º dia, junto com a foto de seu rosto, havia uma cópia de sua agenda mostrando exatamente essa frase, a qual me marcou para sempre: "Amizade é um gesto de ternura que se vive a cada momento".

Se por acaso eu lembro da frase que eu tinha escolhido para falar em sala? Não faço a mínima ideia. Mas considero esse ensinamento mais do que suficiente, em termos literários. Amizade é algo tão simples! É aquela sensação de que, mesmo sem se falar a dias ou até meses, você esboça um sorriso no rosto ao se lembrar daquela pessoa, e sabe que pode contar com ela sempre que precisar. Amizade é ter alguém com quem desabafar nos momentos difíceis, sem esperar nada em troca, apenas que aquela pessoa te escute. Ou com quem você quer compartilhar seus momentos felizes, tendo a certeza que não haverá nenhum sentimento de inveja, porque sabe que ele também estará feliz por acompanhar suas conquistas. É falar umas verdades na sua cara, mesmo que na hora possa doer um pouquinho, mas ambos terem consciência que é para o seu bem. É discutir e brigar na sua frente, e te defender com todas as forças ante aos que falam mal de você nas suas costas. São atitudes simples, mas que fazer toda a diferença, como mandar uma mensagem para saber como você está, jogar conversa fora, te ligar no seu aniversário...Já dizia Saint-Exupery: "Era uma pessoa igual a cem mil outras, mas eu fiz dela um amigo. agora ela é única no mundo!"

Mas ao mesmo tempo que é algo simples, é tão difícil você chamar alguém de "amigo de verdade"!
Me disseram que você só pode chamar uma pessoa de amigo se durar no mínimo 10 anos. Que bom seria se todas as amizades durassem eternamente! E parece que com a mesma facilidade que você cria uma amizade, outras se desfazem. E ficou em mim uma reflexão como as pessoas hoje valorizam pouco suas amizades, as relevam a papéis de companheiros de balada, parâmetro de comparação ou curtidores de likes. Se muitos de nós hoje mal temos tempo para nós mesmos, estamos tendo tempo para cultivar nossas amizades? E eu me faço uma pergunta ainda mais profunda: estamos sabendo SER amigos uns dos outros?

Isso me leva a outra frase marcante do mesmo escritor no mesmo livro: "Não importa a quantidade de tempo, mas sim a qualidade do tempo em que vivemos com cada pessoa". Eu me queixava de ter poucos amigos. Procurei em muitos lugares: na vizinhança, na escola, no trabalho, nos cultos religiosos, em cursos, etc. E sempre que eu dizia que "encontrei o meu lugar", pouco tempo depois vinha aquela sensação de frustração, de que você não teve amigos de verdade ou sobraram pouquíssimos amigos. Não sem antes ouvir avisos do tipo "ele não é seu amigo, é seu aluno/professor!", "não confunda colega com amigo", "a amizade vai acabar assim que você não tiver mais nada para oferecer", "é só momentâneo, não se sustenta".
  
Algumas amizades o tempo desfez, outros a distância. Em alguns casos me pergunto até hoje porque aquela amizade por qual eu tanto lutei não vingou. E não serei hipócrita de negar que por várias outras vezes foi por minha culpa. Será que é verdade aquela máxima de que amigo de verdade a gente conta nos dedos de uma mão só, e quando completar a mão alguém vai ter que sair de sua vida para que outro ocupe este lugar? Como citei no início da nossa conversa, em meu silêncio do corpo e da alma na meditação, me veio um pedido: agradeça! 

Voltando à primeira frase, perceba que lá diz que Eu fiz dela um ser único. Isso não necessariamente que dizer que para o outro você será visto da mesma forma. Somos pessoas diferentes, cada um possui seus sentimentos, tem suas percepções e seus critérios sobre amizade. Se você tem alguém como amigo, isso deve ser algo bom pra você. Se o outro não lhe vê da mesma forma, agradeça da mesma forma. Se esta lhe vê da mesma forma, maravilhoso! Isso PODE significar um relacionamento duradouro. Mas se você considera alguém seu melhor amigo, mas não há uma reciprocidade do mesmo nível, respeite. Como adendo, deve-se ter muito cuidado para não virar um relacionamento tóxico, dependente ou aproveitador. Mas aprenda a colher o que aquela amizade tem de bom a lhe oferecer, e sempre procure retribuir com o seu melhor. Cabe somente ao outro lado receber ou não da mesma forma. Deve-se sempre respeitar os sentimentos do outro, assim como queremos ser respeitados. Amizade também é saber respeitar o espaço do outro, saber seus limites, lembrar que todo mundo tem problema, e nem sempre você será correspondido da mesma forma. As decepções, perdas ou "abandonos" fazem parte da nossa jornada. Usemos estes exemplos para combater o orgulho e o egoísmo e praticar a empatia.
 
Como bem diz Almir Satler, "um dia a gente chega, no outro vai embora". A vida é assim, as amizades também. Tudo tem o seu momento. Tudo tem o seu porquê. Tudo tem o seu propósito. Você teve amigos na infância, adolescência, no trabalho, na igreja, no instituto... Elas duraram o tempo que deviam durar. Seja grato por isso. Seja grato por cada pessoa que contribiu na sua linha do tempo. Se hoje elas não fazem mais parte de sua vida, não guarde mágoa, raiva, rancor, tristeza. Esteja com seu coração aberto para novas experiência, novos ciclos, novas pessoas, novas oportunidades e leve de bom a recordação dos bons momentos em que aquela amizade estava ativa.  Nós estamos neste mundo para evoluir, e só poderemos fazê-lo vivendo em sociedade. Portanto, somos fruto dos nossos relacionamentos e experiências. E só poderemos crescer se aprendemos com os erros e honrar e agradecer os acertos. 

 Por isso, pra você que passou pela minha vida: Muito obrigado! 

Ah, após tantas buscas, parei de procurar minha "turma". Descobri que sou uma excelente companhia.

0 comentários:

Postar um comentário

Bem-vindo!

Sou um colecionador de dvds e criei este blog para compartilhar minhas opiniões e críticas pessoais com demais apreciadores de filmes. Seus comentários são mais do que bem-vindos.

No catálogo acima encontra-se a relação de todos os meus filmes, contendo sinopse, elenco e demais dados técnicos. É só clicar na palavra "catálogo".

Lembrando que os filmes aqui listados não estão disponibilizados para download.

Arquivo do blog


eXTReMe Tracker

Tecnologia do Blogger.
 
Copyright © 2015 Coluna do Leocasillo - DVDTeca
Adapted By denisfln