Home » » Crítica: Prometheus

Crítica: Prometheus

Por favor, antes de começar, é altamente recomendado que você assista a esse vídeo. O ano em questão é 1979.


Alien - O Oitavo Passageiro criou um universo, uma franquia de ab$oluto sucesso e um personagem ícone dos filmes de ficção científica, além de eternizar Sigourney Weaver como a tenente Ellen Ripley. De todos os filmes da série, os que merecem mesmo serem assistidos são os dois primeiros. O primeiro, em particular, foi dirigido por Ridley Scott, o mesmo diretor de Blade Runner, que depois de décadas resolveu voltar ao gênero de ficção científica com um certo filme chamado Prometheus.

Esse bichinho aqui é o responsável
por toda a polêmica
Prometheus foi, originalmente, pensado como um prelúdio de Alien – O Oitavo Passageiro. Pensado e divulgado como tal. Só isso fez com que 101% dos fãs da franquia ficassem completamente esperançosos de finalmente conhecer a origem da criatura e de poder voltar a ver um bom exemplar de ficção científica. Acontece que, ainda na pré-produção o produtor e roteirista Damon Lindelof mudou de ideia. Se você não reconheceu o nome do roteirista, é o mesmo cara que fez o favor de assassinar uma das melhores séries de todos os tempos com o pior final possível (sim, estou falando de LOST). Desde então, foram vários trailers, entrevistas contraditórias e versões que confundiram a todos. E no final o resultado foi que, SIM, voltamos ao universo Alien, e NÃO, o filme não se resume a um prelúdio e sim a questões filosóficas sobre a existência da humanidade e busca de respostas sobre o passado. E concentrar dois filme em um não foi a melhor opção.

Isso resultou em um filme bom, mas que não aprofundou personagens e causou mais perguntas do que respostas. Talvez se o nome Alien tivesse sido definitivamente riscado do roteiro, as pessoas iriam exigir menos do filme. Por isso a inevitável piada do Prometheus e não cumpriu. Eu gostei do filme, já que entrei na sala sabendo que não iria encontrar exatamente o filme que esperava devido a todas as críticas negativas, e essa ausência de expectativa aliada ao conhecimento do universo Alien, funcionou.

Como de praxe, algumas considerações: Prometheus se passa cronologicamente antes primeiro longa-metragem deste Alien mas não no mesmo planeta (lua) do filme, detalhe que só quem realmente lembra da franquia de Alien conseguirá entender. Mas MUITOS outros detalhes e referências estão presentes. O nome da corporação, um androide, a nave, as cápsulas de hibernação, etc. Por isso que você precisa realmente ser iniciado no universo de Alien para entender tudo ou pelo menos ter visto o primeiro filme.

(Spoiler básico aqui. Pule esse parágrafo se gosta de surpresasSobre as tais questões filosóficas, o filme vende a ideia de buscar respostas para as famosas perguntas: Quem somos? e De onde viemos? Como citei antes, tentaram unir dois filmes em apenas um. Seguindo por essa linha e ao assistir aos primeiros minutos do longa, nota-se que a referência óbvia aqui passa a ser o filme/documentário "Eram os Deuses astronautas?" Também é notável o cuidado (ou o medo) que o roteirista teve ao nunca negar nem confirmar a teoria da existência de Deus. O crucifixo sempre presente na protagonista Dra. Shaw e algumas frases do filme exemplificam melhor, como a hora em que fica claro que a raça alienígena com feições  humanas criaram os homens na Terra, mas Dra. Shaw diz algo como OK, eles nos criaram, mas quem os criou? Outra questão: vemos sim (em parte) a origem de Alien, mas não mostra realmente como tudo começou. Até existe uma cena em que podemos pensar que foi a partir desse ponto, mas a primeira cena com "hologramas" volta a nos deixar com dúvidas. Não saia da sala assim que terminar a cena final pra pelo menos sentir um gostinho do que queria ver (não precisa esperar todos os créditos. A cena é logo depois). 

Então, o filme oscila entre cenas geniais que provavelmente entrarão para a galeria histórica da ficção científica (atenção para a cena do "parto") e outras muito mal elaboradas, com falhas absurdas de história e coerência. Se a ideia era fazer com que Shaw (Noomi Rapace) fosse a nova Ripley, foi uma falha épica. Esta personagem não tem nem metade da força e expressão que Sigourney conseguiu transmitir. Ela trabalha bem, mas não dá pra comparar. O elenco de apoio também não nos apresenta nada de especial. Charlize Theron como sempre perfeita, mas foi outra que não teve seu personagem melhor desenvolvido na história. Outro ponto falho foi a ausência da tensão constante e do terror psicológico presentes em praticamente todo o primeiro filme. Aqui são infelizmente poucos momentos.

Prometheus é, como já li em algumas críticas, uma boa decepção. Filme visualmente impecável, tecnicamente quase perfeito (dispenso o 3D) mas com falhas de roteiro e com toda uma excelente premissa desperdiçada. Por isso tantos amaram, tantos odiaram e alguns até amaram odiar o filme. Talvez uma versão estendida ou um segundo filme sejam bem vindos aqui, mas também vale lembrar que alguns filmes foram feitos apenas para serem apreciados, e não compreendidos. 2001 - Uma Odisseia no Espaço nos lembra bem disso. 

2 comentários:

  1. Depois desta leitura percebi o porque de não ter entendido quase ou nada do filme. Não assisti alien... Rs!!! Melhor teria sido se tivesse lido esse post antes de ver o filme. Em relação as cenas, realmente o 3D deixou a desejar. Parabéns Casilo, pelo comentário do filme. Da próxima vez, acho que a melhor opção é buscar um pouco de informação e não dar um tiro no escuro. Rs!!!

    ResponderExcluir
  2. Nao é um Prequel do Alien!
    1 - O diretor ja nao é o mesmo de antes ( anda preguiçoso)
    2 - O filme é bom, mas tem muito enrolation, muitas cenas que poderiam ser cortadas de todos os lados.
    3 - O filme poderia ser contado em 15 minutos.
    Spoiler 1
    Tem muito enlatado ex.: Que diabos as expediçoes interplanetarias e intraplanetarias americanas, onde gastam bilhoes de folhinhas verdes, tem sempre que levar um retardado, um tarado, um psicopata, um casal meloso, um genio do mal, um robo com problemas existenciais,e as pessoas agem como se estivessem brigando e disputando entre si o tempo todo.ou seja, o time de futebol corintias x palmeiras.
    Spoiler x2
    Quando saem da nave, a quatrillhoes de quilometros e 700 anos dormindo ( ta 2 anos entao) saem como se já se conhecesse o caminho e tudo mais.Nada é na moral, na manha, com cuidado, de mansinho, ou seja o desconhecido ja nao é tao desconhecido assim.
    Com a tecnologia que tem, nao gravaram nada em realtime? (vide as 2 primeiras morte)

    e por fim:

    Uma coisa que eu nunca entendo é porque os motherfucker looser bitch aienigenas como descrito em praticamente todos os filmes e documentarios sobre aliens e tentativas de invasao, precisam de uma arma fodona ou um robozao, ou 700 mil naves de ataque pra correrem atras dos humanos de "carapaça inpenetraveis por micro organismos, mas penetraveis por grandes organismos" e exterminarem a base de laser ( que vc consegue enxergar saindo de uma ponta da arma e atigindo o alvo na outra) enfim com toda a tecnologia megalatica nao consegue ter a inteligencia de lancar apenas um misero e ignorante virus como o *Ebola+20% e ferrar tudo sem precisar estourar o orçamento alien intergalatico.

    Enfim Mr.Scott "Prometheu" e esqueçeu do "Pro" e nos m....!

    * Ebola+20% é um Ebolao modificado por mim com 20% a mais de eficacia que o Ebola, ja que descobri que o Ebola mata apenas 80% da cambada que ele infecta. ( vou colocar no ebay caso a comissao apocaliptica ou alienigena queira ofertar)
    Alex

    ResponderExcluir

Bem-vindo!

Sou um colecionador de dvds e criei este blog para compartilhar minhas opiniões e críticas pessoais com demais apreciadores de filmes. Seus comentários são mais do que bem-vindos.

No catálogo acima encontra-se a relação de todos os meus filmes, contendo sinopse, elenco e demais dados técnicos. É só clicar na palavra "catálogo".

Lembrando que os filmes aqui listados não estão disponibilizados para download.

Arquivo do blog


eXTReMe Tracker

Tecnologia do Blogger.
 
Copyright © 2015 Coluna do Leocasillo - DVDTeca
Adapted By denisfln