Home » , , , , , » Feira das Vaidades (Vanity Fair) - 2004

Feira das Vaidades (Vanity Fair) - 2004

Nascida na classe pobre, Rebecca Sharp depende de sua inteligência, malícia e sexualidade para subir aos mais altos degraus da sociedade londrina de 1820. Adaptação do clássico romance de William Makepeace Thackeray, esta obra é uma sátira à classe alta de Londres que, enquanto centenas de milhares de homens morrem nos campos de batalha, vítimas das Guerras Napoleónicas, continua imperturbável e feliz, no meio dos maiores excessos, luxos e loucuras (Mara Antunes - revisão do livro)

O filme mostra a jornada de uma alpinista social, com uma personagem forte e complexa, na qual uma hora torcemos por ela, e em outras torcemos contra (no final do filme, já estava torcendo pra ela morrer e o filme terminar logo). Brincadeiras a parte, este não é um filme que o público em geral gosta de assistir. Como citei a pouco, é muito complexo. Não no sentido complicado, mas no sentido de conteúdo. São muitos personagens, o que torna até difícil a certo ponto de você se lembrar quem são. Excesso de personagens causa excesso de diálogos e situações. Não é a toa que o filme tem 137 minutos de duração.

Trata-se de uma severa crítica à sociedade de um modo geral (não apenas a inglesa), que está inundada de mentiras, traições e sofrimentos enquanto busca status e riqueza. Ambientado no século XIX, vê-se que pouca coisa mudou ante os dias atuais. Tecnicamente, beira a perfeição com seus belíssimos cenários e um figurino impecável. Mas no quesito entretenimento ficou muito a deseja. Sinceramente eu esperava bem mais desse filme, por gostar de filmes de época. O filme não é de todo ruim, só é chato e monótono. Talvez se fosse mais curto eu conseguiria me prender mais à história e aos detalhes.

Algumas curiosidades: Reese Witherspoon estava realmente grávida durante as filmagens (o que explica o atual rosto da Avon estar 'gordinha' durante o todo o longa, mesmo após o nascimento do seu filho no filme). E ela solta a voz de verdade. Nos extras do DVD existe um final alternativo (na minha opinião melhor do que o original) onde Becky reencontra seu filho após alguns anos. O ator que fez seu filho é ninguém menos que o vampiro purpurinado Robert Pattinson, que acabou sendo inteiramente cortado do filme. Se a diretora indiana Mira Nair soubesse do sucesso que esse ator faria alguns anos depois, certamente não o teria excluído do filme, nem que fosse apenas por marketing. Pra terminar, já comentei que a diretora era indiana, correto? Mas precisava fazer desse filme uma inspiração para a novela 'Caminho das Índias'? Tem até dancinha!

Cotação: 6,0

0 comentários:

Postar um comentário

Bem-vindo!

Sou um colecionador de dvds e criei este blog para compartilhar minhas opiniões e críticas pessoais com demais apreciadores de filmes. Seus comentários são mais do que bem-vindos.

No catálogo acima encontra-se a relação de todos os meus filmes, contendo sinopse, elenco e demais dados técnicos. É só clicar na palavra "catálogo".

Lembrando que os filmes aqui listados não estão disponibilizados para download.

Arquivo do blog


eXTReMe Tracker

Tecnologia do Blogger.
 
Copyright © 2015 Coluna do Leocasillo - DVDTeca
Adapted By denisfln